Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

Publicado: Quarta, 20 de Julho de 2016, 11h42 | Última atualização em Quarta, 20 de Julho de 2016, 14h46 | Acessos: 865

Em 1987 a Universidade Federal do Pará iniciou o seu processo de interiorização e Bragança foi uma das cidades escolhidas para implantação de um campus avançado da Universidade Federal do Pará. Em solo fértil esse Campus se constituiu inicialmente com cinco cursos ofertados na modalidade intervalar e paulatinamente solidificando-se no município de Bragança. Em 1992 foram ofertados na modalidade regular, os cursos de Licenciatura Plena em Letras com habilitação em Língua Portuguesa, Pedagogia e Matemática. Nesse período ingressam os primeiros docentes para assumirem os cursos implantados. Em 1997, o então Reitor da Universidade Federal do Pará, professor Dr. Cristóvão Wanderley Picanço Diniz, decide implantar um pólo de Pesquisa em Estudos Costeiros no Campus Universitário de Bragança. Essa iniciativa culminou com a implantação de um programa de Pós-Graduação em Biologia Ambiental e, posteriormente com a criação do Instituto de Estudos Costeiros através de um ato do Conselho Universitário Superior consolidado da resolução 632/2007.  Em 2010 com o programa de Reestruturação do Ensino Superior do governo federal, a oferta de vagas do Campus foi ampliada, substancialmente, dos três cursos de licenciatura existentes para 7 (sete) licenciaturas: História, Letras com habilitação em língua Inglesa, Matemática e Ciências Naturais.

A cidade de Bragança está localizada no litoral da Amazônia brasileira e está inserida na maior faixa contínua de manguezais mais bem preservado do mundo, além de receber o maior rio em termos de descarga de volume de água na terra, além disso,esta região é a única do país com regime de macromarés. É uma região densamente povoada da Amazônia Atlântica, este município da  região nordeste do estado do Pará possui uma população de aproximadamente 120.124 habitantes, segundo dados do IBGE em 2014.Localizada na zona costeira do nordeste do Pará, Bragança é considerada uma das cidades mais antigas do estado, tendo uma forte tradiçao histórica, cultural, grande expressão popular e reconhecida importância econômica para o desenvolvimento do estado. As principais bases da economia local são o turismo e pesca. Nesta cidade está localizado o Campus Universitário de Bragança.

A costa Bragantina é uma das mais estudadas do litoral amazônico, devido principalmente às pesquisas vinculadas ao  Programa de Pós-Graduação em Biologia Ambiental (PPGBA-Mestrado e Doutorado) e Programa de Pós-Graduação em Linguagens e Saberes da Amazônia (PPLSA-Mestrado), conseqüentemente, é intensa a cooperação estabelecida entre pesquisadores vinculados aos programas e pesquisadores de outras instituições nacionais e internacionais, bem como a formação de recursos humanos na região. O nível de Doutorado recente estabelecido no PGBA, com ênfase nos ecossistemas costeiros e demais ambientes associados na região Norte, é indispensável ao conhecimento sobre a dinâmica dos seus recursos naturais e sociais, tão peculiares e pouco conhecidos no mundo. Por sua vez o PPLSA é fundamental para expandir e melhorar a formação recursos de pessoal titulado em uma das regiões mais carentes do país.

Os grupos de pesquisa do Campus de Bragança mantém importantes colaborações científicas nacionais e internacionais, dentre as interações internacionais destacamos colaboração com Universidades e Institutos de Pesquisa em países como Alemanha, Portugal, Espanha, Inglaterra, França, Austrália, Japão, etc. A Faculdade de Letras abriga o Programa Fullbright com colaboração com universidades nos Estados Unidos da América e através deste programa realiza intercâmbio de alunos.

Além de ofertar os cursos na modalidade regular e intensivo o Campus de Bragança, objetivando atender demandas da Política Nacional de Formação de Profissionais do Magistério da Educação Básica do Governo Federal (PARFOR), emanadas pelo Decreto nº. 6.755/2009 de 29 de janeiro de 2009, oferta ainda 12 (onze) cursos na modalidade presencial em Bragança e Augusto Corrêa.

Fim do conteúdo da página